Defensora-geral faz agradecimento aos membros do Conselho Superior da Instituição (MG)

Com um agradecimento aos membros do Conselho Superior, a defensora pública-geral, Christiane Neves Procópio Malard, abriu o segundo dia da sessão ordinária do ano de 2015 do Conselho Superior, nesta sexta-feira (13/11). “Apesar de não gostar de despedidas, hoje é um dia especial, pois esta é a última sessão com esta formação do Conselho Superior, e eu quero deixar para vocês o meu muito obrigado”, afirmou.

 

Para seu agradecimento aos conselheiros, a defensora-geral, Christiane Malard, exibiu um trecho de uma palestra proferida pelo professor português António Nóvoa, em que o educador fala sobre o significado de gratidão. Acompanhe a transcrição:

Se me derem mais dois minutos, explico-vos o que eu quero dizer com a palavra agradeço. Há uns meses atrás estavas eu em Brasília a preparar a aula magna da Universidade de Brasília e vinha-me à cabeça que queria agradecer aos colegas brasileiros tudo o que me têm dado, e tem sido muito. E vinha-me à cabeça o Tratado sobre Gratidão de São Tomás de Aquino. Todos aqui saberão que o Tratado da Gratidão de São Tomás de Aquino tem três níveis de gratidão: um nível superficial, um nível intermédio e um nível mais profundo.

O nível superficial é o nível do reconhecimento, do reconhecimento intelectual, do nível cerebral, do nível cognitivo do reconhecimento. O segundo nível é o nível do agradecimento, do dar graças a alguém por aquilo que esse alguém fez por nós. E o terceiro nível mais profundo do agradecimento é o nível do vínculo, é o nível do sentirmos vinculados e comprometidos com essas pessoas.

E de repente descobri uma coisa na qual eu nunca tinha pensado, que em inglês ou em alemão se agradece no nível mais superficial da gratidão. Quando se diz “thank you” ou quando se diz “zu danken” estamos a agradecer no plano intelectual.

Que na maior parte das outras línguas europeias, quando se agradece, agradece-se no nível intermediário da gratidão. Quando se diz “merci” em francês, quer dizer dar uma mercê, dar uma graça. Eu dou-lhe uma mercê, estou-lhe grato, dou-lhe uma mercê por aquilo que me trouxe, por aquilo que me deu. Ou “gracias” em espanhol, ou “grazie” em italiano. Dou-lhe uma graça por aquilo que me deu e é nesse sentido que eu lhe agradeço, é nesse sentido que eu lhe estou grato.

E que só em português, que eu conheço, que eu saiba, é que se agradece com o terceiro nível, o terceiro nível, o nível mais profundo do tratado da gratidão. Nós dizemos “obrigado”. E obrigado quer dizer isso mesmo. Fico-vos obrigado. Fico obrigado perante vós. Fico vinculado perante vós. Fico-vos comprometido a um diálogo, agradecendo-vos o vosso convite, agradecendo-vos a vossa atenção. Fico obrigado, vinculado, a continuar este diálogo e a poder contribuir, na medida das minhas possibilidades, para os vossos projetos, para os vossos trabalhos, para as vossas reflexões, para o vosso diálogo. É esse diálogo que quero e é nesse preciso sentido que eu vos digo: muito obrigado”.

A DPG destacou que foi com este Conselho que ela iniciou sua gestão da Defensoria Pública e ressaltou que este foi um período de muito crescimento, aprendizado e troca. “Até mesmo e, sobretudo, nos períodos de divergência, aprendemos e crescemos em prol da Instituição e da classe. Muitos procedimentos importantes foram debatidos e concluídos durante este mandato, tendo sido grande a contribuição deste órgão para a normatização de questões relevantes, como a inamovibilidade, a hipossuficiência e regulamento e posse do VII Concurso”.

Ao falar sobre a eleição de seis membros do CS, Christiane Malard louvou a lisura e transparência do processo eleitoral, que “ocorreu de maneira democrática, com debates muito positivos, e a renovação é importante para a Instituição e para a classe, independente do tempo de cada um. Foi com este Conselho que eu amadureci e aprendi muito e não poderia deixar de fazer este registro e agradecimento”, concluiu.

ASCOM DPE/MG

United Kingdom gambling site click here